Você está em Ajuda > Dicionário

Dicionário de Filosofia

Ecletismo
A diretriz filosófica que consiste em escolher, dentre as doutrinas de diferentes filósofos, as teses mais apreciadas, sem se preocupar muito com a coerência dessas teses entre si e com sua conexão aos sistemas de origem.
 

Ecologia
Estudo das relações entre o organismo vivo e seu ambiente, que constitui parte fundamental da biologia; ou estudo das relações entre o homem como pessoa e seu ambiente social, que constitui parte da sociologia. Essa palavra é moderna e foi introduzida pelos anglo-saxões.
 

Economia
Ordem ou regularidade de uma totalidade qualquer, seja esta uma casa, uma cidade, um Estado ou o mundo. No Novo Testamento essa palavra, às vezes, é usada para indicar o plano providencial. Orígenes chamou de Economia a encarnação do Verbo, pois ela restituiu providencialmente ao mundo a ordem e a sua verdadeira regra. Mas, ao menos no que diz respeito às totalidades finitas, a melhor ordem é a que produz o resultado máximo com o esforço mínimo, de tal modo que mesmo a lei do menor esforço foi entendida, na história da filosofia, como "princípio da Economia". Esse princípio, como regra metodológica, não deve ser confundido com o princípio da ação mínima, que, num primeiro momento, é um princípio físico e metafísico e, num segundo momento, uma lei da mecânica. Pode-se dizer que o princípio da Economia foi formulado pela primeira vez por Ockham, no séc. XIV. Ockham utilizou constantemente esse princípio para eliminar muitas das entidades admitidas pela escolástica tradicional: por exemplo, a espécie, sensível ou inteligível, como intermediária do conhecimento.
 

Ectese
Exposição do significado de um termo ou exibição de um exemplo. Leibniz designou com esse termo o enunciado de um teorema geométrico e o traçado da figura, que preparam a demonstração.
 

Edução
Termo usado na Escolástica para indicar a emergência da forma a partir da matéria, ou seja, a passagem da potência ao ato. Leibniz emprega esse termo com o mesmo sentido.
 

Efético
Aquele que pratica a suspensão do juízo, isto é, o cético pirroniano.
 

Efeito
Termo ou o resultado de qualquer tipo ou espécie de causação.
 

Efetivo
O mesmo que real. Em italiano e francês, esse termo ressalta o caráter que a realidade possui diante do que só é imaginado ou desejado; em inglês e alemão, ressalta o caráter que a realidade possui diante do que é somente possível.
 

Eficiência
Em sentido próprio, a ação da causa eficiente. Mas hoje, em todas as línguas, esse termo é empregado com significado diferente, como correspondência ou adequação de um instrumento à sua função ou de uma pessoa à sua tarefa. Diz-se também Eficiência de uma organização para indicar a adequação de uma organização às suas funções, e, correspondentemente, fala-se de "ineficiência". Nesse sentido os filósofos também utilizam esse termo com freqüência, embora não se trate de termo especificamente filosófico.
 

Eflúvios
Empédocles explicava o conhecimento com a hipótese dos Eflúvios, que emanam das coisas e penetram nos sentidos por meio dos poros existentes em todos os órgãos e que são apropriados à espécie de Eflúvios que devem recolher.
 

 
 
Como referenciar: "Dicionário - E" em Só Filosofia. Virtuous Tecnologia da Informação, 2008-2019. Consultado em 21/11/2019 às 01:10. Disponível na Internet em http://sofilosofia.com.br/vi_dic.php?palvr=E